Gripen do Brasil é pilotado pela primeira vez por brasileiro

Após meses de treinamento, o Major Aviador Cristiano de Oliveira Peres, piloto de teste da FAB, completou a importante missão de ser o primeiro brasileiro a pilotar o Gripen E do Brasil.

O Major Aviador Cristiano de Oliveira Peres, piloto de testes da Força Aérea Brasileira, teve sua merecida recompensa na tarde do dia 20 de agosto: voar sobre o mar Báltico por 49 minutos com o primeiro Gripen do Brasil. Desde janeiro na Saab, em Linköping, Suécia, ele passou por diversos testes e voou com ambos os Gripens e simuladores. Um momento ímpar carregado de responsabilidade, mas também de muito orgulho e satisfação.

"É uma grande responsabilidade fazer parte de um projeto tão importante para a Força Aérea Brasileira. É o sonho de qualquer piloto de teste fazer um voo em uma aeronave de ensaio e me sinto lisonjeado de fazer parte deste momento", relatou o Major Aviador. Desde que chegou no campo de treinamento na Suécia, o militar já passou por diversas experiências profissionais, como a qualificação em centrífuga 9 G, conversão operacional no Gripen D e também voos de treinamento de técnicas de ensaios em voo específicas para o Gripen. Tem sido uma fase de grande aprendizado para o aviador, que destaca ainda a importância e o impacto positivo da interação com seus colegas de treinamento.

Cristiano está agora na fase final de sua formação e em breve integrará a equipe de ensaios em voo do Gripen em Linköping, como representante da Força Aérea Brasileira. Com todo conhecimento adquirido, ele já tem participado do processo de avaliação operacional das aeronaves de série, que em breve chegarão ao Brasil.

Dentre os principais diferenciais do Gripen E, o aviador ressalta o sistema de comando de voo da aeronave. Ele foi desenvolvido de forma a tornar muito fácil a pilotagem, fazendo com que o piloto tenha uma baixa carga de trabalho, criando condições para que o piloto volte toda a sua atenção para o gerenciamento dos sistemas táticos da aeronave, cumprindo, assim, a missão da melhor forma possível.

"Com certeza, o Gripen levará nossos pilotos a um padrão operacional imensamente elevado no futuro. Ele foi desenvolvido seguindo os padrões estabelecidos pela FAB, o que significa que teremos equipamentos e sensores no estado da arte", afirmou o Major.

De acordo com Jonas Hjelm, head da área de negócios da Saab Aeronautics, este é mais um momento de comemoração dentro da Saab. "Nosso cronograma está dentro das expectativas e em breve a primeira aeronave brasileira estará chegando no Brasil.