A Saab ainda faz carros?

Muitas pessoas ainda acreditam que a Saab fabrica carros, mesmo que o negócio tenha sido comprado pela General Motors em 2000 e a Saab Automobile tenha sido desativada em 2011. Mas o nome Saab ainda está bem vivo, como uma das empresas de tecnologias de Defesa e Segurança mais inovadoras do mundo.

A empresa sueca Saab é uma empresa de Defesa e Segurança muito conhecida há 80 anos, mas as pessoas ainda associam seu nome ao negócio de automóveis que há tempos não existe, a Saab Cars.

Na verdade, a Saab foi criada em 1937 em Trollhättan, na Suécia, como uma fabricante de aviões para fornecer aeronaves para a Força Aérea Sueca, enquanto a Europa se preparava para outra guerra. O nome completo da empresa era Svenska Aeroplan Aktiebolaget, dando ao mundo a sigla Saab. A matriz logo se mudou para a cidade universitária sueca de Linköping, onde atualmente está a maior operação da empresa. Foi lá, em 1945, em meio a vários sonhos de diversificação, que um projeto para desenvolver carros a motor foi iniciado.

Como a fabricação de aeronaves da Saab influenciou o design de seus carros

O projeto do carro Saab foi chamado Projeto 92, pois 92 era o próximo número na sequência de produção após o Saab 91, o "Safir", um avião monomotor de treinamento. Os carros da Saab realmente deviam muito ao design do avião da Saab. Os engenheiros de aeronaves da empresa pensaram que poderiam usar seu conhecimento em aerodinâmica na fabricação de aeronaves para melhorar a aceleração, em comparação aos carros alemães que estavam no mercado da Suécia na época.

O primeiro carro foi lançado em Linköping em junho de 1947, embora tenha sido somente em 1949 que a produção, com sede em Trollhättan, realmente foi iniciada e os icônicos veículos verdes-garrafa caíram na estrada. Ao longo dos anos, cada novo automóvel de passageiros da Saab tornou-se um clássico instantâneo de design, confiabilidade e segurança. Mas à medida que o nome do automóvel crescia, também crescia a reputação da Saab como empresa de Defesa e Segurança, atendendo ao mercado global de governos, autoridades e corporações com produtos, serviços e soluções que iam da defesa militar à segurança civil.

O fim de uma era: os carros da Saab são extintos em 2011

Ao contrário do negócio de Defesa e Segurança, que se transformou em um player global de forma constante, a história dos carros de passageiros da Saab foi mais prosaica. Depois que a fusão de 20 anos da empresa com a Scania-Vabis chegou ao fim em 1989, a General Motors assumiu 50% do novo negócio da Saab Automobile, antes de tornar a empresa uma subsidiária integral no ano 2000. Os carros da Saab não eram mais feitos pela Saab.

O futuro dos carros estava, portanto, ligado ao da General Motors, e quando a sorte da própria controladora norte-americana começou a ruir em 2008, o mesmo aconteceu com sua subsidiária sueca. Uma mudança de propriedade para incluir a montadora holandesa Spyker não conseguiu evitar o declínio, e o negócio de carros da Saab foi fechado para sempre quando a Saab Automobile AB entrou com pedido de falência em dezembro de 2011.

A Saab hoje: soluções aéreas, terrestres, navais, de segurança e aeroespacial civis

Muitas pessoas pensam que o nome Saab estava totalmente atrelado aos carros Saab, mas esse não é o caso. A empresa ainda é um dos maiores nomes da indústria sueca, pois ganha força a cada dia que passa no setor de defesa e segurança.

Hoje, a Saab oferece soluções aeroespaciais civis, aéreas, terrestres, navais e de segurança. A empresa emprega mais de 16.500 pessoas e tem vendas anuais de cerca de 31 bilhões de coroas suecas (aproximadamente US$3,4 bilhões no momento da redação). Cerca de um quarto da receita de vendas da Saab é reinvestida em pesquisa e desenvolvimento. Há muitos exemplos de produtos da Saab, mas entre os mais emblemáticos estão o sistema de caça Gripen, o submarino Saab Kockums da classe Gotland e o sistema de armamento Carl-Gustaf.

Os carros da Saab podem não existir mais, mas a Saab continua viva.

Evolução da Saab Cars ao longo dos anos

• 1937: Saab é fundada em Trollhättan, na Suécia, como uma
fabricante de aeronaves.
• 1946: O negócio de carros Saab é iniciado
• 1947: O primeiro carro da Saab é lançado
• 1955: Lançamento do carro Saab 93, que é um enorme sucesso
• 1960: A Saab compra a AB Nyköpings Automobilfabrik, ANA
• 1967: É lançado o carro Saab 99
• 1968: A Saab faz fusão com a Scania-Vabis, e nasce a Saab-Scania
• 1989: Os carros da Saab são separados da Saab-Scania e se torna um negócio próprio, a Saab Automobile. A montadora norte-americana General Motors compra 50% da empresa de carros Saab para se tornar co-proprietária
• 2000: A General Motors assume todo o negócio da Saab Automobile - o Grupo Saab não fabrica mais os carros da Saab e não tem mais envolvimento na fabricação de automóveis
• 2011: Depois que a General Motors enfrenta dificuldades financeiras, e vários cenários de aquisição fracassam, a Saab Automobile entra com pedido de falência em 2011, o que significa o fim do negócio de carros da Saab
• 1937 - dias atuais: a Saab continua a se desenvolver como uma das empresas de Defesa e Segurança mais inovadoras do mundo