Caça J-29 Tunnan, aeronave de ataque e vigilância

Em 1945, a autoridade sueca responsável pela aquisição de materiais de defesa encomendou à Saab um novo caça a jato avançado. O trabalho de desenvolvimento resultou em uma aeronave de formas arredondadas, rapidamente apelidada de Barril Voador (Tunnan). O acesso a uma pesquisa alemã resultou em uma aeronave de asa enflechada, com um desempenho excelente.

O voo inaugural foi realizado em 1º de setembro de 1948 por Robert Moore, um piloto de testes inglês.

A entrega do primeiro avião J 29A aos seus esquadrões ocorreu em 1951. Foram produzidos no total 665 Saab 29 em seis versões diferentes. O último deles, o J 29F, foi equipado com um pós-combustor, melhorando ainda mais o seu desempenho. A taxa de produção era alta e, em 1954, foram construídas nada menos que 238 aeronaves.

O J 29 foi a primeira aeronave da Europa Ocidental em operação cujo desempenho poderia ser comparado ao do caça americano F-86 Sabre e ao do Russo MiG-15. Ele foi empregado com sucesso na chamada crise do Congo no início da década de 60, e também pela Força Aérea austríaca.

O Saab 29 estabeleceu dois recordes mundiais de velocidade. A aeronave está em exibição no Museu da Força Aérea, e um J 29F, o "Gul Rudolf", continua a voar.

Dados e desempenho
Motor: DH Ghost/RM 2B, 2.800 hp com pós-combustor
Peso máximo de decolagem: 8.375 kg
Velocidade máxima: 1.060 km/h
Altitude máxima: 15.500 m