Radares: monitoramento eficaz

A Saab desenvolve uma complexa gama de sistemas de radares de comando e controle, altamente sofisticados, preparados para impulsionar e ampliar a consciência situacional de embarcações, aeronaves e equipes terrestres.

Antigamente, a Saab desenvolvia radares capazes de monitorar as variações climáticas. Os sensores, embutidos no radar, captavam as informações vindas da atmosfera e antecipavam acontecimentos que poderiam afetar a vida das pessoas e suas comunidades. Com o passar dos anos, a Saab desenvolveu uma ampla gama de sistemas de radares capazes de cobrir áreas mais amplas e realizar sua leitura rapidamente, proporcionando às tropas mais agilidade na tomada de decisão.

Para compreender a real importância de um sensor, é possível fazer uma comparação com os cinco sentidos humanos: visão, audição, tato, olfato e paladar. Esses sentidos são fundamentais para proporcionar conforto, segurança e, principalmente, sobrevivência. Os sinais são enviados para o cérebro e lá são codificados, gerando consciência situacional e fazendo com que o corpo fique em alerta para os desafios e perigos do dia a dia.

No entanto, esses sensores humanos não são suficientes para proporcionar total controle de uma nação, por exemplo. Para complementá-los e amplificá-los, uma grande variedade de sensores eletrônicos para radares vem sendo desenvolvida com o que existe de mais inovador no mercado. Esses sensores são dispositivos, módulos ou subsistemas embutidos nos radares, capazes de detectar situações que podem acontecer em terra, no mar e no ar.

"Os sinais captados no ambiente são convertidos em um painel de exibição ou transmitidos eletronicamente para o processamento realizado por computadores. Atualmente, a Saab desenvolve sistemas de radares de comando e controle que se conectam em redes para ampliar a consciência situacional do ambiente", explicou Hanna Isaksson, gerente de Pesquisa e Tecnologia na Saab Surveillance.

Uma completa rede de sensores

Existem inúmeras formas de aplicar o uso de sensores e radares a fim de manter pessoas e sociedades seguras. Na América Latina, por exemplo, o Brasil e o México foram os primeiros países a adquirir soluções de radares aerotransportados da Saab. Esses sistemas de vigilância têm o objetivo de aprimorar a consciência situacional, permitindo a garantia da soberania nacional e inibindo atividades ilícitas características das regiões fronteiriças como tráfico de drogas, desmatamento, comércio ilegal de armas, etc.

"A capacidade real dos sistemas de radares se torna evidente quando todas as informações captadas são combinadas ou fundidas. Esse processo é possível por conta da codificação dos algoritmos em um computador, traduzindo o cenário atual para que o operador possa agir baseado no contexto que se apresenta. " Comentou Veronica Lundstedt, diretora de soluções estratégicas de Surveillance na Saab.

Radar Erieye

É uma solução de Alerta Aéreo Antecipado e Controle (do inglês Airborne Early Warning & Control - AEW&C) que combina um grande número de sensores avançados, além de um sistema de comando e controle embarcado em uma aeronave. Quanto mais alto estiver, maior será a área de alcance do radar. Essa solução permite grande flexibilidade de monitoramento em qualquer ambiente.

Durante uma inspeção, o Erieye pode monitorar situações terrestres e aéreas em um amplo perímetro. Além de proteger terras, a solução também pode proteger rotas marítimas e realizar uma vigilância aérea de grande alcance. Isso também se aplica a missões de apoio a autoridades, durante situações de emergência, como em eventos climáticos ou outros desastres em que o monitoramento terrestre fica impossibilitado.

Radar Giraffe

Em Londres, enquanto milhões de telespectadores assistiam aos jogos Olímpicos que aconteciam na cidade, medidas rigorosas de segurança foram adotadas para a prevenção de ações terroristas. Na ocasião, foi utilizado o radar de última geração da Saab - Giraffe AMB - que monitorou todas as atividades aéreas.

Com uma antena de 12 metros, o radar conta com tecnologia de defesa e vigilância antiaérea altamente precisa, que inclui um sistema de Comando, Controle, Comunicações e Inteligência integrados, permitindo consciência situacional contínua.

O sistema, que opera capturando imagens em 360 graus, é capaz de detectar inclusive as pequenas aeronaves que não possuem um transponder - dispositivo que transmite sinais de radiofrequência e torna a aeronave visível aos radares comuns.

Torre Remota

Para a segurança civil, os sensores também estão constantemente em evolução. É possível afirmar que, cada vez mais, portos e aeroportos ao redor do mundo serão gerenciados remotamente por meio de um sistema de monitoramento central aprimorado, simplificando a logística e os fluxos de tráfego no ar, no mar e em terra.

A tecnologia de sensores de última geração da Saab também já vem apresentando soluções digitais para as mais avançadas operações de tráfegos marítimo e aéreo, como a Torre Remota, que já é uma realidade em aeroportos da Suécia, por exemplo.