PROTEÇÃO AO TRÁFEGO MARÍTIMO

A fim de atingir as metas de redução de custos e de impacto ambiental, o transporte marítimo internacional precisa ser controlado com a mesma precisão que os deslocamentos da aviação. Mas, para isso, são necessários sistemas de gerenciamento de tráfego que microgerenciem o itinerário e o cronograma das rotas marítimas.

                 

Saab’s Vessel Traffic Service (VTS) controls all movements into the port of from a traffic management system, which is similar to systems found in the aviation sector.

O Serviço de Tráfego de Navio (VTS) da Saab controla todos os movimentos para o porto, a partir de um sistema de gerenciamento de tráfego, que é semelhante aos sistemas encontrados no setor aéreo.

 

Segurança e eficiência são duas palavras-chave para o negócio de gerenciamento de tráfego marítimo da Saab. Nossas soluções são mundialmente utilizadas em navios, nos portos e nas zonas costeiras, possibilitando que práticos e navios de dragagem, inspeção de oleodutos e inspeção de naufrágios recebam informações detalhadas e fundamentais para  suas atividades.

“Nós fornecemos todas as soluções necessárias para o gerenciamento e o monitoramento do tráfego marítimo”, afirma Tomas Hjelmberg, chefe da área de Produtos de Gerenciamento de Tráfego Marítimo (MTM) da Saab. “A tendência é que os navios sejam cada vez maiores, o que envolve ainda mais riscos em espaços confinados, tais como portos e derrotas de navios. É neste ponto que nossos sistemas se destacam, garantindo a segurança e a eficiência”.

Fazer a gestão do tráfego em portos significa ter uma central que coordene todos os navios. Para isso, a Saab fornece estações de radar e câmeras necessárias para o rastreamento e o monitoramento do tráfego marítimo, em tempo real, além de sistemas modificados para rios e canais. Dentre os clientes da Saab está Roterdã, o maior porto da Europa, assim como zonas costeiras na Índia e rios na China.

O governo de Hong Kong, que tem como tarefa monitorar o quarto maior porto do mundo, em tonelagem, também é um de nossos clientes. “Estamos atualizando todo o sistema de Hong Kong. Esta é uma grande encomenda, no valor de 360 milhões de coroas suecas”, diz Hjelmberg. O sistema de monitoramento é utilizado pelos serviços de tráfego de navios nas águas de Hong Kong, região com centenas de ilhas. Os mares são extremamente movimentados, com uma complexa variedade de transportes marítimos: navios porta-contêineres de grandes dimensões navegam em uma área confinada junto a um pesado tráfego local de balsas de alta velocidade e navios de pesca.

O sistema de gerenciamento de tráfego da Saab é composto por várias partes que, juntas, geram mais segurança tanto marítima quanto para aqueles que monitoram uma área. Os práticos, que precisam lidar com navios de grande porte em áreas confinadas, podem obter assistência de um sistema de navegação com altíssima precisão (de até um centímetro). A ferramenta pode ser comparada a um GPS avançado.

This is the pilot’s view when entering a lock. Saab’s navigation systems and software make the task possible despite very tight margins.

Esta é a visão do prático ao entrar em uma comporta. Os sistemas de navegação e o software da Saab tornam a tarefa possível, apesar das margens muito estreitas.

 
Há também uma ferramenta específica para administração e planejamento, que lida com a programação dos navios, planeja a praticagem e a manutenção, e administra as taxas portuárias e o faturamento. A meta dentro da indústria marítima é controlar o tráfego da mesma maneira que o mundo da aviação utiliza o slot time. Isso exige um planejamento preciso e avançado das rotas de transporte marítimo, em termos de curso e velocidade, a fim de garantir a chegada de um navio em um porto, no prazo.


“Atualmente, os navios com frequência se posicionam e aguardam autorização para entrar no cais. Isso representa um grande desperdício de dinheiro, além de prejudicar o meio ambiente. Em algumas partes do mundo, há também o problema das marés. Caso o navio chegue ao porto tarde demais, ele pode ser forçado a aguardar um dia até poder entrar”, afirma Hjelmberg.

Manter-se informado sobre o posicionamento dos navios em mar aberto é outro desafio, que pode ser solucionado equipando todos os navios com transponders do Sistema de Identificação Automática (AIS). A Saab está desenvolvendo a próxima geração de transponders, que fornecerão muito mais informações do que as disponíveis atualmente.

Os transponders coletam e compartilham informações sobre a posição, a velocidade e o curso de um navio. A Saab também fornece AIS criptografado. Os navios equipados com transponders do AIS comunicam sua posição, velocidade e curso não apenas uns com os outros e com as instalações em terra, mas também com as plataformas de perfuração de petróleo, por exemplo.

O software hidrográfico da Saab é utilizado para mapear o leito marinho. O software capta os ecos dos sinais de sonar transmitidos de um navio (similar a um radar subaquático) e os analisa para criar uma imagem dos arredores. O sistema é utilizado durante as atividades de dragagem, fechamento e inspeção de oleodutos, verificação de vazamentos de óleo no leito marinho ou buscas em caso de naufrágio. “Ele também foi utilizado nas buscas da aeronave da Malásia, que desapareceu no Oceano Índico”, ressalta Hjelmberg.