Nova iniciativa na parceria existente entre os setores aeroespaciais da Suécia e do Brasil.

Na semana de 30 de março de 2015, Marcus Wallenberg, presidente da Saab AB, e Lennart Sindahl, vice-presidente, se reuniram com a Presidente do Brasil, Dilma Rousseff e com o Ministro da Defesa, Jaques Wagner. Eles entregaram uma carta de doação descrevendo uma nova iniciativa na parceria existente entre os setores aeroespaciais da Suécia e do Brasil.

A doação, dedicada ao líder empresarial sueco, Peter Wallenberg, Sr., oferece uma cadeira, incluindo três professores de aeronáutica suecos, ao Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Esses professores permanecerão no Brasil de dois a seis meses por ano, a fim de aprofundar a cooperação bilateral em projetos de pesquisa, educação e inovação na tecnologia aeroespacial – uma área de interesse para os dois países.

Essa nova iniciativa faz parte de uma estratégia de longo prazo para estreitar colaboração entre a Suécia e o Brasil, conforme declara a carta:

"A ambição com esta agenda é primeiramente ampliar a cooperação na área de tecnologia aeroespacial, além do sistema Gripen. Em segundo lugar fornecer inspiração e, compartilhar experiências com a sociedade de inovação que nos rodeia em áreas como energia sustentável, tecnologia ambiental, defesa e segurança, transporte e logística, e desenvolvimento urbano”.

A Saab e o CISB (Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro) a doação, juntamente com Chalmers University of Tecnology, o Royal Institute of Technology, e Linköping Universit.

A iniciativa faz parte também do INNOVAIR, um projeto nacional estratégico de inovação aeronáutica da Suécia. O INNOVAIR tem o objetivo de fortalecer o setor aeroespacial da Suécia com por meio de mais colaboração, pesquisa e disseminação de informações. A organização coordena e apoia stakeholders do setor, universidades, institutos, associações e agências governamentais.

 

Inovação na Suécia e na Saab

Os esforços de inovação na Suécia são considerados de primeiríssima qualidade e o país ocupa posição de destaque entre os países com o maior número de empresas globais per capita. O sucesso na exportação é amplamente devido ao investimento sustentável em pesquisa e desenvolvimento, esforços cooperativos por parte do governo, da indústria e da comunidade acadêmica (uma hélice tripla), uma cultura de inovação aberta, e uma forte presença industrial global.

A área de P&D é essencial para a Saab manter uma vantagem competitiva; investimos 27 por cento do faturamento em P&D. Isso nos permite comercializar nossos esforços de inovação high-tech e temos orgulho de sermos pioneiros em diversos produtos e soluções que são atualmente padrão no setor.

 

Marcos na iniciativa abrangente de inovação entre a Suécia e o Brasil

A parceria abrangente entre esses dois países, que começou antes as negociações do Gripen, tem o objetivo de encontrar novas formas de colaboração nas áreas de aeronáutica e inovação:

  • 2009: Suécia e Brasil assinam um MoU para cooperação em inovação high-tech
  • 2010: Vinnova começa a financiar projetos de pré-estudo sueco-brasileiros
  • 2011: Fundação do CISB pela Saab e parceiros em São Paulo
  • 2012: CNPq, CISB e Saab lançam o Programa de Bolsa de Estudos para Pesquisador Convidado do Setor.
  • 2014: os Ministros da Defesa da Suécia e do Brasil assinam o contrato padrão2014: ITA propõe uma iniciativa de pesquisa bilateral.
  • 2014: CISB e ITA organizam o primeiro workshop sobre aeronáutica e defesa, com mais de 500 participantes.
  • 2014: CISB inicia 27 pré-estudos entre Suécia e Brasil para desenvolver projetos de pesquisa e inovação em aeronáutica.