Histórias

Change news list view
  • 2019

  • 3

  • A situação política e global está em um momento de alerta. Depois de muitos anos de estabilidade, os países estão preocupados com ameaças e procuram aumentar substancialmente a defesa de seus territórios.

    A situação política e global está em um momento de alerta. Depois de muitos anos de estabilidade, os países estão preocupados com ameaças e procuram aumentar substancialmente a defesa de seus territórios.

     
  • Radares: monitoramento eficaz

     |  História

    A Saab desenvolve uma complexa gama de sistemas de radares de comando e controle, altamente sofisticados, preparados para impulsionar e ampliar a consciência situacional de embarcações, aeronaves e equipes terrestres.

    A Saab desenvolve uma complexa gama de sistemas de radares de comando e controle, altamente sofisticados, preparados para impulsionar e ampliar a consciência situacional de embarcações, aeronaves e equipes terrestres.

     
  • O Papa no primeiro Saab 340

     |  História

    O primeiro Saab 340 foi entregue à companhia aérea suíça Crossair, em 6 de junho de 1984. A aeronave realizou seu voo inaugural quase uma semana depois, em 12 de junho, com um passageiro ilustre, o Papa João Paulo II. Ele foi o primeiro passageiro pagante e fez um voo para a sua primeira visita oficial à Suíça, passando por Zurique e Lugano.

    O primeiro Saab 340 foi entregue à companhia aérea suíça Crossair, em 6 de junho de 1984. A aeronave realizou seu voo inaugural quase uma semana depois, em 12 de junho, com um passageiro ilustre, o Papa João Paulo II. Ele foi o primeiro passageiro pagante e fez um voo para a sua primeira visita oficial à Suíça, passando por Zurique e Lugano.

     
  • 2

  • Prevendo futuros caças

     |  História

    Os caças modernos são, tipicamente, projetados para suportar 8.000 horas totais de voo durante sua vida útil operacional. Com uma média de 200 horas no ar a cada ano, isso significa que há a expectativa de que eles continuem entregando uma alta performance em surtidas e missões por algo em torno de trinta e quarenta anos.

    Os caças modernos são, tipicamente, projetados para suportar 8.000 horas totais de voo durante sua vida útil operacional. Com uma média de 200 horas no ar a cada ano, isso significa que há a expectativa de que eles continuem entregando uma alta performance em surtidas e missões por algo em torno de trinta e quarenta anos.

     
  • Soluções navais, aéreas e terrestres, projetadas para operar durante décadas, são submetidas a missões desafiadoras em ambiente hostis em que devem atravessar mares, céus ou campos conflituosos.

    Soluções navais, aéreas e terrestres, projetadas para operar durante décadas, são submetidas a missões desafiadoras em ambiente hostis em que devem atravessar mares, céus ou campos conflituosos.

     
  • Proteção ágil em movimento

     |  História

    Com a tecnologia de drones e mísseis em rápida evolução, as forças armadas de hoje necessitam de sistemas de radar que sejam ágeis e proporcionem uma excepcional consciência situacional.

    Com a tecnologia de drones e mísseis em rápida evolução, as forças armadas de hoje necessitam de sistemas de radar que sejam ágeis e proporcionem uma excepcional consciência situacional.

     
  • Desde 2014, o Exército Brasileiro dota sua Artilharia Antiaérea com o Míssil de Baixa Altura Telecomandado RBS 70, da Saab. O sistema pode ser utilizado em situações de crise, guerra ou não-guerra, provendo a defesa antiaérea tanto das tropas em combate quanto de infraestruturas estratégicas do Brasil. Em 2018, o Exército assinou um contrato para aquisição do RBS 70 NG, a nova geração do sistema.

    Desde 2014, o Exército Brasileiro dota sua Artilharia Antiaérea com o Míssil de Baixa Altura Telecomandado RBS 70, da Saab. O sistema pode ser utilizado em situações de crise, guerra ou não-guerra, provendo a defesa antiaérea tanto das tropas em combate quanto de infraestruturas estratégicas do Brasil. Em 2018, o Exército assinou um contrato para aquisição do RBS 70 NG, a nova geração do sistema.

     
  • De malas prontas, integrantes da segunda turma de montadores aeronáuticos da Saab Aeronáutica Montagens (SAM) concluem treinamento antes de viagem para a Suécia.

    De malas prontas, integrantes da segunda turma de montadores aeronáuticos da Saab Aeronáutica Montagens (SAM) concluem treinamento antes de viagem para a Suécia.

     
  • O sistema de Alerta Aéreo Antecipado & Controle ( AEW&C) é uma solução aérea equipada com radar e outros sensores, e com a funcionalidade de comando e controle. Ele é projetado para detectar aeronaves, navios e veículos a longas distâncias, além de ser usado para fornecer informações para outras unidades e para comando e controle.

    O sistema de Alerta Aéreo Antecipado & Controle ( AEW&C) é uma solução aérea equipada com radar e outros sensores, e com a funcionalidade de comando e controle. Ele é projetado para detectar aeronaves, navios e veículos a longas distâncias, além de ser usado para fornecer informações para outras unidades e para comando e controle.

     
  • 1

  • Sucessão no comando da Saab América Latina

     |  História

    Após sua atuação na Saab como presidente para a América Latina, Bo Torrestedt se despede do Brasil e dá as boas-vindas a Fredrik Gustafson, que deixa o escritório da Saab em Santiago, Chile, para coordenar os projetos da Saab na região. Em um mercado desafiador, os executivos contam um pouco de suas experiências, carreira e expectativas para os próximos passos

    Após sua atuação na Saab como presidente para a América Latina, Bo Torrestedt se despede do Brasil e dá as boas-vindas a Fredrik Gustafson, que deixa o escritório da Saab em Santiago, Chile, para coordenar os projetos da Saab na região. Em um mercado desafiador, os executivos contam um pouco de suas experiências, carreira e expectativas para os próximos passos

     
  • Engenheiros da SAM recebem treinamento na Suécia

     |  História

    Os primeiros engenheiros contratados para atuar na Saab Aeronáutica Montagens (SAM) estão participando de treinamentos na Suécia e são responsáveis por mais uma fase do processo de transferência de tecnologia do Programa Gripen no Brasil

    Os primeiros engenheiros contratados para atuar na Saab Aeronáutica Montagens (SAM) estão participando de treinamentos na Suécia e são responsáveis por mais uma fase do processo de transferência de tecnologia do Programa Gripen no Brasil

     
  • Estamos nos aproximando rapidamente do início das operações de produção na Saab Aeronáutica Montagens (SAM). Em pouco mais de um ano, a produção estará em plena operação, quando cerca de 60 pessoas, incluindo operadores, gerencia, equipe de almoxarifado e engenheiros estarão fabricando peças para os caças Gripen E/F brasileiros. Graças aos modelos de digitalização 3D e CATIA, agora é possível visitar a fábrica localizada na região Metropolitana de São Paulo usando óculos de realidade virtual (VR).

    Estamos nos aproximando rapidamente do início das operações de produção na Saab Aeronáutica Montagens (SAM). Em pouco mais de um ano, a produção estará em plena operação, quando cerca de 60 pessoas, incluindo operadores, gerencia, equipe de almoxarifado e engenheiros estarão fabricando peças para os caças Gripen E/F brasileiros. Graças aos modelos de digitalização 3D e CATIA, agora é possível visitar a fábrica localizada na região Metropolitana de São Paulo usando óculos de realidade virtual (VR).

     
  • Os destaques do Programa Gripen Brasileiro em 2018

     |  História

    O último ano foi produtivo para o Programa Gripen brasileiro, com vários marcos importantes. Entre outras conquistas, podemos destacar a produção final da primeira aeronave brasileira, em Linköping, assim como os grandes resultados do desenvolvimento do Gripen E/ F em conjunto entre a Suécia e o Centro Projetos e Desenvolvimento do Gripen (Gripen Design and Development Network - GDDN), em Gavião Peixoto-SP.

    O último ano foi produtivo para o Programa Gripen brasileiro, com vários marcos importantes. Entre outras conquistas, podemos destacar a produção final da primeira aeronave brasileira, em Linköping, assim como os grandes resultados do desenvolvimento do Gripen E/ F em conjunto entre a Suécia e o Centro Projetos e Desenvolvimento do Gripen (Gripen Design and Development Network - GDDN), em Gavião Peixoto-SP.

     
  • A Cooperação Industrial, um processo extremamente complexo, que envolve não somente aspectos técnicos, mas também uma profunda interação entre Brasil e Suécia, tem um objetivo claro: fazer com que o Brasil seja capaz de desenvolver, montar e manter uma aeronave supersônica – o Gripen.

    A Cooperação Industrial, um processo extremamente complexo, que envolve não somente aspectos técnicos, mas também uma profunda interação entre Brasil e Suécia, tem um objetivo claro: fazer com que o Brasil seja capaz de desenvolver, montar e manter uma aeronave supersônica – o Gripen.

     
  • O major aviador Ramon Lincoln Santos Fórneas, coordenador operacional do Grupo Fox, destacou as três principais missões que o Gripen será encarregado de executar assim que chegar ao Brasil e começar a servir à Força Aérea.

    O major aviador Ramon Lincoln Santos Fórneas, coordenador operacional do Grupo Fox, destacou as três principais missões que o Gripen será encarregado de executar assim que chegar ao Brasil e começar a servir à Força Aérea.

     
  • Mostrar mais