Afinal, como surgiu o nome Gripen?

Essa história teve início na década de 1980, quando a Força Aérea Sueca organizou uma competição para que a população pudesse escolher o nome do novo caça do país. 

 

Por sua vez, a revista FlygvapenNytt, da Força Aérea Sueca, divulgou o concurso em suas páginas e, de acordo com alguns registros, em 1982, a comissária de bordo chamada Helena Sillen sugeriu o nome Gripen.

Gripen, que vem da palavra Griffin, em inglês, representa uma criatura mítica que tem o rosto, bico, garras e asas de uma águia e o corpo de um leão.

Segundo a lenda, a força do leão e a sabedoria da águia simbolizavam a força e a sabedoria de Deus, fazendo com que o Griffin fosse reconhecido como rei do céu e da terra. Sendo assim, ninguém poderia atrapalhar o seu caminho, exatamente como o de um Gripen.

Com essa explicação, o júri, formado pelo editor-chefe da revista, o chefe da Força Aérea e o head de comunicação da Força Aérea Sueca decidiu nomear o novo caça sueco de Gripen.

Um outro motivo que fez o juri gostar do nome Gripen, foi a conexão lógica com Draken e Viggen, nome de duas outras aeronaves que pertenceram à frota da Força Aérea Sueca.

Então, em 1986, o caça Gripen foi apresentado oficialmente pela primeira vez.

Ficou interessado em saber mais curiosidades sobre o caça que irá integrar a Força Aérea Brasileira? Acesse aqui.