Soluções da Saab na proteção do maior evento esportivo do mundo

Militares da Força Oponente (FOROP) do Centro de Avaliação de Adestramento do Exército (CAAdEx) empregam o simulador do AT4 no Campo de Instrução de Gericinó (RJ). Imagem cedida pelo Exército Brasileiro.

Produtos e sistemas para treinamento e simulação são usados para adestramento dos militares do Exército Brasileiro que atuarão na proteção dos jogos

Em poucos meses, o Brasil será palco do maior evento esportivo do mundo: as Olimpíadas Rio 2016. Entre os dias 5 e 21 de agosto, mais de 10,5 mil atletas de 206 países disputarão mais de 300 provas de 42 esportes. Mais de 7 mil ingressos foram colocados à venda e a organização do evento fica a cargo de um comitê composto por mais de 130 mil pessoas.

Se de um lado os atletas estão se dedicando aos treinos e os espectadores organizam a agenda para as competições, do outro, para que todas as pessoas e locais se mantenham seguros durante o período, o Exército Brasileiro adestra suas tropas com afinco, preparando-se para o cumprimento da missão.

Cerca de 25 mil homens serão empregados nos locais de competição e no seu entorno. Os militares irão atuar em patrulhas de segurança, na fiscalização de explosivos, na proteção de estruturas estratégicas - linhas de transmissão, usinas nucleares, subestações de energia e de abastecimento de água - e na proteção contra ataques cibernéticos.

Desde 2008, a Saab mantém uma forte parceria com o Exército Brasileiro para o aprimoramento da prontidão das suas tropas. A partir de produtos e sistemas da Saab para treinamento e simulação, o adestramento é mais realístico e o feedback imediato, com melhor aproveitamento do tempo por parte dos militares.

O uso do Dispositivo de Simulação de Engajamento Tático (DSET) fornece ao combatente a exata percepção da eficácia das técnicas que está empregando, sejam elas de tiro, de progressão ou de entrada em ambientes edificados. Assim, as tropas que executam os treinamentos têm seus procedimentos refinados, confirmando ou corrigindo o adestramento absorvido.

A Operação Centauro, maior exercício de simulação integrada da América Latina realizado pelo Exército Brasileiro, teve a participação efetiva da Saab em 2014 e em 2015. Nas ocasiões, a empresa contribuiu com o empréstimo de equipamentos e o suporte de técnicos especializados.

A fidelidade da simulação Viva, na qual o combatente percebe as consequências de suas ações, gera uma mudança de comportamento no indivíduo. Este passa a ser mais atento aos detalhes das técnicas empregadas, busca alternativas no cenário no qual está inserido e se aperfeiçoa - tudo isso com o objetivo de cumprir a missão com o menor número de baixas possíveis.