Saab é reconhecida por suas iniciativas em prol da igualdade de gênero

A Saab recebeu o Prêmio de Igualdade de Gênero de 2016, por trabalhar de forma estratégica com iniciativas desta natureza e por estar vivenciando progressos em um setor dominado por homens.

O prêmio foi entregue pelo Ministro da Indústria e Inovação da Suécia, Mikael Damberg, no dia da Indústria (17 de outubro), em Malmö (Suécia). O presidente e CEO da Saab, Håkan Buskhe, recebeu o Prêmio de Igualdade de Gênero do setor diante de um grande público composto por representantes da indústria, de municípios e de organizações sindicais.

 

Ao lado de Håkan Buskhe estavam Camilla Frankelius, chefe de negociações dos engenheiros da Suécia, Hanna Alsén, chefe interina de negociações das empresas de tecnologia, e o ministro da Indústria e Inovação, Mikael Damberg.

 

O Prêmio de Igualdade de Gênero do setor é dado a uma empresa que tenha se comprometido com iniciativas importantes de promoção da igualdade de gênero. O curador do prêmio foi o Industrirådet (Conselho da Indústria), que é uma colaboração entre os sindicatos e as associações patronais da indústria.

A declaração do júri sobre o prêmio dizia:

“A Saab transformou palavras em ação de uma forma impressionante no que diz respeito à igualdade de gênero, e conseguiu avançar em um setor dominado por homens, como resultado de um trabalho estratégico de longo prazo e por sua gestão que atua como uma força motriz. Os esforços da Saab resultam de um desejo de atrair as melhores competências para a empresa e de utilizar e desenvolver as habilidades de todos os empregados, independentemente do sexo, bem como de uma convicção de que a igualdade de gênero é um pré-requisito para a inovação e para a rentabilidade duradoura”.

A Saab tem se concentrado bastante em aumentar o número de gestores do sexo feminino que decidem sobre salários. Quando o trabalho começou em 2007, a proporção de mulheres gestoras na Suécia era de apenas 14%; em 2015, esse número havia praticamente duplicado, superando os 27%. Agora a empresa está elevando a barra ainda mais. Em 2025, a proporção de mulheres gestoras aumentará para 35% na Suécia e para 30% em outros países.

"Trabalhar para tornar a Saab mais igualitária é uma parte importante da nossa estratégia para a rentabilidade sustentável e para a manutenção de um nível elevado de conhecimento técnico. Ter recebido o prêmio Industrirådet é a confirmação de que estamos no caminho certo", afirmou Håkan Buskhe, presidente e CEO da Saab.

"O trabalho da Saab ressalta o fato de que não existe uma solução rápida de problemas no que diz respeito à igualdade de gênero, mas o caminho passa por uma determinação incansável de impulsionar o progresso. Nisto, a dedicação da alta administração é fundamental para o sucesso", comentou Marie Söderqvist, presidente do Comitê de Igualdade de Gênero do setor.