Histórias

Change news list view
  • 2020

  • 3

  • Com o Programa Gripen, as forças aéreas e a indústria de Defesa destes dois países formaram uma aliança em busca da superioridade tática em qualquer situação e época. 

    Mais do que uma bela imagem, a visão do primeiro Gripen E brasileiro voando ao lado do Gripen E sueco é a representação plena da grande colaboração entre Brasil e Suécia. Com o Programa Gripen, as forças aéreas e a indústria de Defesa destes dois países formaram uma aliança em busca da superioridade tática em qualquer situação e época. Atualmente, há sete Gripen E no ar e, em breve, outros se juntarão a eles.

     

     
  • Após meses de treinamento, o Major Aviador Cristiano de Oliveira Peres, piloto de teste da FAB, completou a importante missão de ser o primeiro brasileiro a pilotar o Gripen E do Brasil.

    Após meses de treinamento, o Major Aviador Cristiano de Oliveira Peres, piloto de teste da FAB, completou a importante missão de ser o primeiro brasileiro a pilotar o Gripen E do Brasil.

     
  • Programa Sisfron: grandiosidade e parceria

     |  História

    Sistemas de guerra eletrônica da Saab e transferência de tecnologia possibilitam melhores tomadas de decisão e incremento da base industrial de defesa.

    Sistemas de guerra eletrônica da Saab e transferência de tecnologia possibilitam melhores tomadas de decisão e incremento da base industrial de defesa.

     
  • Covid19 e Aeroportos e Companhias Aéreas

     |  História

    A drástica redução do transporte aéreo, devido a pandemia de COVID-19, proporciona uma importante oportunidade de adaptação das companhias aéreas e concessionárias aeroportuáriasa uma nova cultura de operação aeroportuária.

    A drástica redução do transporte aéreo, devido a pandemia de COVID-19, proporciona uma importante oportunidade de adaptação das companhias aéreas e concessionárias aeroportuáriasa uma nova cultura de operação aeroportuária.

     
  • A mulher no mercado de Defesa brasileiro

     |  História

    O mercado de Defesa, ainda hoje, é considerado por muitos como majoritariamente masculino. Para quebrar esse paradigma e entender um pouco mais deste universo, conversamos com a Contra-Almirante Luciana Mascarenhas da Costa Marroni e com a Marianna Silva, diretora geral da Saab do Brasil. As duas contam um pouco sobre suas experiências no trabalho e os principais desafios diários.

    O mercado de Defesa, ainda hoje, é considerado por muitos como majoritariamente masculino. Para quebrar esse paradigma e entender um pouco mais deste universo, conversamos com a Contra-Almirante Luciana Mascarenhas da Costa Marroni e com a Marianna Silva, diretora geral da Saab do Brasil. As duas contam um pouco sobre suas experiências no trabalho e os principais desafios diários.
     
  • 2

  • Grupo de alto nível em Aeronáutica tem encontros anuais para aprofundar a cooperação entre Brasil e Suécia. Discussões tem fortalecido as relações desde da assinatura de aquisição dos 36 caças Saab Gripen E/F pela Força Aérea Brasileira.

    Grupo de alto nível em Aeronáutica tem encontros anuais para aprofundar a cooperação entre Brasil e Suécia. Discussões tem fortalecido as relações desde da assinatura de aquisição dos 36 caças Saab Gripen E/F pela Força Aérea Brasileira.


     
  • Afinal, como surgiu o nome Gripen?

     |  História

    Você conhece a história por trás do nome "Gripen"? A história teve início na década de 1980, quando a Força Aérea Sueca organizou uma competição para que a população sueca pudesse escolher o nome do novo caça do país.

    Essa história teve início na década de 1980, quando a Força Aérea Sueca organizou uma competição para que a população pudesse escolher o nome do novo caça do país. 

     

     
  • Uma solução para mares mais seguros

     |  História

    Mais de 90% do comércio mundial corre pelos mares, assim, quaisquer distúrbios ao fluxo mundial pode ter sérias consequências. Minas navais são armas baratas, mas de baixa tecnologia, que podem causar problemas para o comércio e comunicação, mas o novo sistema de neutralização de minas MuMNS da Saab pode ser um grande avanço na resposta à guerra contra minas.

    Mais de 90% do comércio mundial corre pelos mares, assim, quaisquer distúrbios ao fluxo mundial pode ter sérias consequências. Minas navais são armas baratas, mas de baixa tecnologia, que podem causar problemas para o comércio e comunicação, mas o novo sistema de neutralização de minas MuMNS da Saab pode ser um grande avanço na resposta à guerra contra minas.

     
  • No final do último ano, os recém adquiridos Dispositivos de Simulação de Engajamento Táticos (DSET) para tropas blindadas da Saab foram utilizados, pela primeira vez, durante o treinamento que aconteceu no Centro de Adestramento – Sul (CA-Sul), do Exército Brasileiro, em Santa Maria, Rio Grande do Sul. O sistema de simulação viva e as possibilidades por ele oferecidas, enriqueceram a experiência dos militares envolvidos no exercício. Leia aqui sobre as experiências em primeira mão de quatro oficiais brasileiros.

    No final do último ano, os recém adquiridos Dispositivos de Simulação de Engajamento Táticos (DSET) para tropas blindadas da Saab foram utilizados, pela primeira vez, durante o treinamento que aconteceu no Centro de Adestramento – Sul (CA-Sul), do Exército Brasileiro, em Santa Maria, Rio Grande do Sul. Leia aqui a entrevista com Tenente Coronel Marcio Guedes Taveira, o Comandante do CA-Sul, que compartilhou suas impressões após o adestramento.

     

    Confira também um bate-papo com o chefe da subseção Live Simulation, Major Andrey Eduardo Rodrigues, Observador e Controlador de Esquadrão de Combate de Carros (OCA), Capitão Maurício Braida do Amaral e Comandante da Força Treinada, Capitão Eduardo Keys.

     
  • Você Saabia?

     |  História

    Em fevereiro de 1983, a Suécia enviou para o espaço o Viking, primeiro satélite produzido pelo país, com a missão principal de pesquisar a aurora boreal.

    Em fevereiro de 1983, a Suécia enviou para o espaço o Viking, primeiro satélite produzido pelo país, com a missão principal de pesquisar a aurora boreal.

     
  • A utilização de minas navais é uma das alternativas de guerra mais baratas para quem as arremessa ao mar e uma das mais caras – e complicadas – para aqueles que têm a missão de encontrá-las e eliminá-las. Tendo em vista que a principal característica das minas aquáticas é a de não serem localizadas, elas provocam, nos adversários, a incerteza sobre se determinada área é, ou não, um território de alta periculosidade. Além disso, as minas também podem ser utilizadas para ações de guerras assimétricas, ou seja, criminosas ou terroristas, que acontecem nas entradas de portos importantíssimos para o comércio marítimo dos países, podendo causar um verdadeiro caos econômico e estratégico.

    A utilização de minas navais é uma das alternativas de guerra mais baratas para quem as arremessa ao mar e uma das mais caras – e complicadas – para aqueles que têm a missão de encontrá-las e eliminá-las. Tendo em vista que a principal característica das minas aquáticas é a de não serem localizadas, elas provocam, nos adversários, a incerteza sobre se determinada área é, ou não, um território de alta periculosidade. Além disso, as minas também podem ser utilizadas para ações de guerras assimétricas, ou seja, criminosas ou terroristas, que acontecem nas entradas de portos importantíssimos para o comércio marítimo dos países, podendo causar um verdadeiro caos econômico e estratégico.

     
  • Brasileiros realizam primeiro ensaio em voo

     |  História

    Os engenheiros de teste brasileiros estão no meio do programa de transferência de tecnologia no departamento de Ensaios em Voo da Saab Aeronautics, na Suécia. Recentemente eles conduziram o primeiro ensaio em voo no Gripen E, em um voo com quase duas horas de duração.

    Os engenheiros de teste brasileiros estão no meio do programa de transferência de tecnologia no departamento de Ensaios em Voo da Saab Aeronautics, na Suécia. Recentemente eles conduziram o primeiro ensaio em voo no Gripen E, em um voo com quase duas horas de duração.

     
  • 1

  • A Saab recebeu um pedido para entregar os sistemas Double Eagle SAROV para serem usados em operações de contramedidas de minagem (MCM, do inglês mine countermeasure)


     

    A Saab recebeu um pedido para entregar os sistemas Double Eagle SAROV para serem usados em operações de contramedidas de minagem (MCM, do inglês mine countermeasure). O sistema será entregue para navios caça-minas (MCM) da classe Kormoran II da Marinha Polonesa, construído por um consórcio polonês. A entrega dos sistemas está prevista para 2021-2022.

     
  • Segunda-feira, 26 de agosto de 2019, o Richard Ljungberg se preparava para pilotar, pela primeira vez, o primeiro Gripen E brasileiro, em Linköping, na Suécia.


    Piloto Richard Ljungberg na cerimônia de entrega do primeiro Gripen E Brasileiro, em setembro de 2019, em Linköping, Suécia

     

    Segunda-feira, 26 de agosto de 2019, às 8h do horário de Brasília. Enquanto muitos se levantavam para viver mais um dia normal de trabalho, Richard Ljungberg se preparava para pilotar, pela primeira vez, o primeiro Gripen E brasileiro, em Linköping, na Suécia. Confira abaixo, sob a ótica do piloto, como foi a experiência de voar com o novo caça da Força Aérea Brasileira.

     
  • Cinco curiosidades sobre o Gripen Brasileiro

     |  História

    Escolhido no Programa FX-2, o processo licitatório que visava reequipar a Força Aérea Brasileira (FAB) com novas aeronaves de caça, o Gripen E/F tem muita história boae curiosidades para serem compartilhadas.

    Escolhido no Programa FX-2, o processo licitatório que visava reequipar a Força Aérea Brasileira (FAB) com novas aeronaves de caça, o Gripen E/F tem muita história boae curiosidades para serem compartilhadas.


     
  • Mostrar mais